MARCELA SOUSA INOVA NA EDUCAÇÃO E PROMOVE UMA FORMA LEVE DE ESCREVER

Aleia foi um projeto pessoal que nasceu em 1983 quando cursei o Criarte, com a grande mestra Marcia Carrano. Com ela acreditei que eu poderia aprender a escrever, e aprendi. E decidi que poderia também ensinar. E com imenso amor nasceu nossa oficina de redação criativa. Desde início me preparei para contar com poucos alunos, porque é cada vez mais raro pais que acreditam que educar é também dar uma pausa em tudo, e somente pensar, questionar, refletir, meditar, rir e brincar. Mas para minha grata surpresa, as duas turmas já se iniciaram, em outubro de 2014, com o limite máximo de alunos. Estou feliz por mim e por eles. Feliz porque sei que quem aprende a colocar seus sentimentos no papel, vive melhor. Feliz porque sei que eles vão descobrir como eu, que escrever cura.

O curso é uma parceria entre Gustavo Romanhol engenheiro industrial, licenciado em Física, MBA em Gestão Estratégica e Inteligência em Negócios, e proprietário do Percurso; Marcela de Sousa, filósofa, licenciada em Filosofia e Sociologia e pós graduada em Língua Portuguesa, Redação e Oratória, professora de ensino médio e cursinhos pré-Enem e idealizadora do Aleia, e Cíntia Cardoso licenciada em Letras – Língua Portuguesa e Literatura e professora no ensino fundamental e cursinhos pré-Cefet, Coluni e Colégio Militar.

Nosso curso que tem como objetivo de desenvolver em seus alunos, o gosto pela escrita porque gostar de escrever não é inato. Aprende-se. Nosso projeto é formar pessoas com capacidade para usar a escrita (e a leitura, obviamente) nas mais diversas práticas sociais, com autonomia.

O curso tem duração de dois anos e a edição de um livro com uma coletânea dos textos dos alunos irá coroar todo esse processo de evolução da escrita autoral trabalhados durante esses anos, o que irá gerar prazer e autoconfiança.

No dia 19 de fevereiro Aleia lança um novo curso para 2016 – o Redação para vestibulares.

Percebemos a necessidade desse curso a partir do Enem de 2015, que mostrou mais uma vez que ser aprovado exige muito mais do que domínio de conteúdo. É preciso rapidez de raciocínio e segurança. É preciso aprender a pensar muito e em curto espaço de tempo. Os alunos não encontram espaço para isso nas escolas regulares, que precisam cumprir a extensa grade curricular.

A proposta do Redação para vestibulares é levar o estudante a pensar, questionar e repensar sob variados contextos pois é esse processo que proporcionará a segurança na escrita, levando-o a vencer as barreiras de produzir uma redação nota mil no Enem e nos demais vestibulares.

Tanto o Aleia – Oficina de Criação, quanto o Aleia – Redação para Vestibulares trabalharam semanalmente a criação, expressão e organização do pensamento por meio da produção de textos já que a sensibilidade adquirida através das palavras é um componente essencial para diminuir as barreiras do pensamento e abrir espaço para que as ideias surjam sem pré-julgamentos, de maneira que o cérebro seja forçado a sair da zona de conforto e perceber além do óbvio.

No Redação para vestibulares as aulas didáticas irão além das regras gramaticais e estruturas de texto. O foco estará na potencialidade de cada aluno, em sua

particularidade do pensar e a segurança de se posicionar na escrita, fundamentais para uma excelente produção de texto,

Aleia – Oficina Criativa de Redação tem duração de dois anos e as turmas serão divididas por faixa etária (dos 11 a 13 anos e dos 14 a 16 anos) e terão no máximo 12 alunos. Serão duas aulas semanais – uma de oficina criativa e outra de apoio pedagógico – ministradas em um mesmo dia, consecutivamente, por uma questão didática e funcional. Com aulas dinâmicas e lúdicas, tudo transcorrerá de forma natural, no ritmo da turma e de maneira interessante.

Aleia – Redação para vestibulares tem duração de 1 ano e turma de 25 alunos. Serão também duas aulas semanais – uma de oficina criativa e outra de apoio pedagógico – ministradas em um mesmo dia, consecutivamente, por uma questão didática e funcional.

Ambos os cursos terão o início dia 19 de fevereiro.

Informações: (32) 8869-3132 e 9989-6434.